segunda-feira, 24 de outubro de 2011

THE FIRE DEPARTMENT OF SANTOS





This building is more an architectural work that always caught my attention. For over thirty years I view this building. He reminds me of a medieval castle. Opened in 1903, is already a "grandpa" between the new skyscrapers of Santos. It deserves to be preserved. Moreover hosted a highly respected institution, the fire department. (Scribe Valdemir Mota de Menezes)

ESCOLA TÉCNICA DE COMÉRCIO DE SANTOS

Esta matéria foi escrita pelo meu colega do curso de Licenciatura em História da Unimes Virtual Carlos Eduardo Fernandes. Ótima pesquisa. Eu já passei em frente a este prédio milhares de vezes e só hoje fiquei sabendo da sua história. (Escriba Valdemir Mota de Menezes)






Imóvel sede da Escola Municipal Acácio de Paula Leite Sampaio

Rua Sete de Setembro, 14 bairro Vila Nova – Santos – SP.

Projetado e construído na década de 60, pelos renomados arquitetos Décio Tozzi e Luiz Carlos Ramos o prédio que abriga a Escola Municipal Acácio de Paula Leite Sampaio, antiga Escola Técnica de Comércio, é um dos exemplares do chamado movimento Escola de Arquitetura Paulista ou Pós-Brasilia. Assim conceituada por um dos arquitetos:

Queríamos fazer uma arquitetura que entrasse na idéia de respeitar nossa cultura, sem que ela fosse violada por mercadorias ou coisas dos países desenvolvidos, nem sempre interessantes para a nossa maneira de ser. (TOZZI, 2007).

O imóvel é uma verdadeira jóia do modernismo brasileiro. Suas 15 salas de aula com capacidade para 40 alunos cada uma, foram projetadas no estilo dos anfiteatros (em degraus), com um quadro negro que ocupa toda a extensão da parede tanto na altura como na largura. O arquiteto italiano Francesco Santoro em uma analise da estrutura do prédio o defini:

Obra exemplificativa dessa primeira fase de projetos é a Escola Técnica de Comércio em Santos, de 1963. Construção de forte impacto expressivo, a escola revela de forma clara e direta a gênese projetual da poética do arquiteto paulista. Constituída por uma poderosa estrutura portante de concreto armado, a escola se articula em quatro níveis, abrindo-se ao céu a receber a luz pelas clarabóias prismáticas que coroam a cobertura. A estrutura de concreto armado torna-se expressão formal das funções acolhidas no interior do edifício, nas escadarias à vista das aulas-anfiteatro do último nível e no movimento livre das rampas e das plataformas suspensas de baixo.

O complexo sistema de iluminação zenital evidencia-se na seção do edifício, que mostra como a luz, penetrando das altas clarabóias, ilumina as aulas do último nível e, passando no interior dos canais centrais, chega às aulas do nível inferior. (SANTORO, 200-?).

O que poucos santistas sabem é que no ano de 1967 o projeto arquitetônico foi contemplado com o premio “Governador do Estado” no 16º Salão de Arte Moderna de São Paulo, alem de receber em 2009, um dos mais importantes prêmios da arquitetura e urbanismo mundial concebido pelo governo francês através do Museu Nacional de Arte Moderna – Centro Georges Pompidou - Paris. Uma maquete da escola acompanhada de todas as características do imóvel faz parte do acervo permanente deste museu.

Ainda complementando minhas pesquisas existiu uma intenção em 2007 de tombar o imóvel o que evitaria que o mesmo fosse descaracterizado ou até mesmo demolido. Infelizmente ainda continua sendo apenas um “estudo de tombamento”.

Pelas arrojadas características acima citadas, por sua importância ideológica e sua representatividade na preservação da memória de um período da história de nossa cidade, além de ser um exemplo vivo do passado integrado ao nosso presente, entendo que se faz mais do que necessário o tombamento por vias legais desse expressivo exemplar da arquitetura brasileira.

Imagem da Escola Acácio de Paula Leite Sampaio – c.1963. Autor desconhecido.

Bons estudos!

Carlos Fernandes



Fontes Bibliográficas

ARQUITETURA E URBANISMO. O arquiteto italiano Francesco Santoro analisa a obra do paulista Décio Tozzi. Disponível em: . Acesso em: 12 out. 2011.

NOVO MILÊNIO: histórias e lendas de Santos. A arquitetura é uma arte. Disponível em: . Acesso em: 12 out. 2011.

PINIWEB. Arquitetura. Obras de Décio Tozzi são escolhidas para o acervo permanente do Museu Nacional de Arte Moderna de Paris. Disponível em: . Acesso em: 12 out. 2011.

PREFEITURA DE SANTOS. Condepasa. Relação dos bens tombados. Disponível em: . Acesso em: 12 out. 2011.

PREFEITURA DE SANTOS. Educação. UMEP Acácio de Paula Leite Sampaio. Disponível em: . Acesso em: 12 out. 2011.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

BIQUINHA OF SAINT VICENT

Autour de cette source séculière, est né de la ville de San Vicente, le premier village brésilien, depuis la colonisation européenne. Ici a été le Brésil. Habitait une grande partie de ma vie dans cette ville.
(Par scribe Valdemir Mota Menezes)




Around this secular source, was born the town of San Vicente, the first Brazilian village, since European settlement. Here was Brazil. Lived much of my life in this city.
(By scribe Valdemir Mota de Menezes)





video

sexta-feira, 15 de abril de 2011

ARQUITETURA BÍBLICA

Neste blog vamos viajar pelas grandes construções da humanidade nos tempos antigos e como os homens realizaram aquelas obras, entrando no campo da engenharia civil e na motivação que os povos tiveram em construir estes monumentos..(Escriba Valdemir Mota de Menezes)

sexta-feira, 18 de março de 2011

CULTURAL CENTER OF PICTURE AND SOUND OF VINCENT

CULTURAL CENTER OF PICTURE AND SOUND OF VINCENT

The complex houses a cinema for 63 seats, the Cultural Francisco Rienzi, with books, vinyl records and CD's, along with an exhibition space. It was inaugurated on January 22, 2000. It is located in Park Ipupiara. Quote of the Journal Vicentino, by historian Valdemir Mota de Menezes


video

MEMORIAL OF THE 500 YEARS OF DISCOVERY

Oscar Niemeyer also left its mark in St. Vincent with the construction of the Memorial of the 500 Years of Discovery (Alameda Paulo Gonçalves, s / n), in 2002, on top of Porchat Island, the one designed by him around the coast. The platform has a bold design with bold curves and lines in concrete, since it was the first to explore methods of applying the material.
The monument is 76 m above the sea level and has capacity for 250 people. To enjoy the beautiful view of the shores of St. Vincent and the Saints, the monument's observation deck protrudes 17 meters from the slope of the island. The cover, wing-shaped concave, has a ceiling panel of photos and pictures telling the story of the country Its apex is pointed to Brasilia. Quote of the Journal Vicentino, by historian Valdemir Mota de Menezes


video

CASA MARTIM AFONSO

The house was built in 1895 by Baron Paranapiacaba. Inside there are still ruins of the 1st brick building in Brazil, which hosted Martim Afonso from 1532 to 1533. It currently has an exhibition space that is open from Tuesday to Sunday from 10am to 18pm and Documentation Centre (Cedomir), which is open Monday to Friday from 8h to 18h. Martim Afonso House is in the Square on January 22 No. 469, in Downtown. Quoted from the site of the City of San Vicente by historian Valdemir Mota de Menezes

CASA MARTIM AFONSO I

video


CASA MARTIM AFONSO II

video


CASA MARTIM AFONSO III

video

terça-feira, 15 de março de 2011

GREEN ROOF

In March 2011 I took this picture in Brooklin in Sao Paulo, where we see a building with green roof across the front of the building.


"Compared with the white cover on the green roof modules is a relatively new system in Brazil. The pioneering examples from the U.S.. In Millennium Park in Chicago, one of the world's largest roofing system that houses a shopping mall. And the Ford truck plant in Michigan, considered by some years the largest green roof in the world, with 4.2 hectares, had a savings of 7% in all energy expenses. Despite recent technology green roof represents a considerable advance on its efficiency much higher than that of white caps. "

Quote of the text Ledy Valporto Leal
Originally published in Finestra
Issue 59 December 2009



Historian by Valdemir Mota de Menezes




ALBERT EINSTEIN HOSPITAL

ALBERT EINSTEIN HOSPITAL

This is a reference hospital in Brazil and is located in Sao Paulo, close to Ibirapuera Park


IBIRAPUERA PARK

ibirapuera 1

video


ibirapuera 2


video



ibirapuera 3

video



ibirapuera 4


video


ibirapuera 5



video





Parque de Ibirapuera (ESPAÑOL)

Este parque fue fundado en los años 50 y es la mayor zona verde de la ciudad de Sao Paulo, es uno de oxígeno ventilación pulmonar a la gran metrópoli de Brasil. Yo estuve allí 13 de marzo 2011. Recomiendo este lugar para visitar, en primer lugar porque tiene una gran seguridad. Vi decenas y decenas de oficiales de policía de la ciudad. En segundo lugar es muy limpio, los baños están limpios y fragantes. En tercer lugar, hay una zona muy verde y de ocio.

























Ibirapuera Park (FRANÇAIS)

Ce parc a été fondé dans les années 50 et est le plus grand espace vert dans la ville de Sao Paulo, est un atome d'oxygène ventilation des poumons de la grande métropole du Brésil. J'y étais en Mars 13, 2011. Je recommande cet endroit à visiter, d'abord parce qu'il a une grande sécurité. J'ai vu des dizaines et des dizaines d'agents de police de la ville. En second lieu est très propre, les salles de bains sont propres et parfumées. Troisièmement, il est très vert et zone de divertissement.













Ibirapuera Park

Questo parco è stato fondato negli anni '50 ed è la più grande area verde della città di Sao Paulo, è uno di ossigeno ventilazione polmonare per la grande metropoli del Brasile. Sono stato lì 13 MARZO 2011. Vi consiglio di visitare questo luogo, in primo luogo perché ha grande sicurezza. Ho visto decine e decine di agenti di polizia della città. Al secondo posto è molto pulito, i bagni sono puliti e profumati. In terzo luogo, vi è zona molto verde e di intrattenimento.






















IBIRAPUERA PARK (ENGLISH)

This park was founded in the 50s and is the largest green area in the city of Sao Paulo, is one lung ventilation oxygen to the great metropolis of Brazil. I was there in March 13, 2011. I recommend this place to visit, first because it has great security. I saw dozens and dozens of city police officers. In second place is very clean, the bathrooms are clean and fragrant. Thirdly, there is very green area and entertainment.













PARQUE DO IBIRAPUERA (PORTUGUÊS)

Este parque foi fundado na década de 50 e é a maior área verde da cidade de São Paulo, é um pulmão que ventila oxigênio para a grande metrópole do Brasil. Estive lá em 13 de março de 2011. Recomendo este local para visitação, primeiro porque tem muita segurança. vi dezenas e dezenas de guardas municipais. Em segundo lugar é muito limpo, os banheiros são limpos e cheirosos. Em terceiro lugar, existe muito verde e area de entretenimento.

sexta-feira, 4 de março de 2011

TOWER OF BABEL





Humanity has a great inclination to build architectural masterpieces which we call the "pharaonic" as a reference to gradiose pyramids. The first major piece of civil engineering and architectural built that humanity was the TOWER OF BABEL. God from the beginning that the men planned to occupy the planet in an orderly manner without major cities without major interventions in the crust.







The law of Moses had orders not to make a house wall with the wall, but in vain ... The men will follow by building great temples, great palaces, great cities, large towers and now build great architectural works of infrastructure such as airports, railways, dams, mega buildings ...







Jesus and the apostles never worked in the construction of a temple, but centuries of Christianity made the vanity exchange the worship in humble homes in sumptuous palaces. It is easier to find God in a Garden of worship and family reunion than a vanity call these palaces TEMPLES. Hagia Sophia, the Vatican and other world headquarters of thousands of Christian churches are works to fill the eyes of men and not God. (By Historian Valdemir Mota de Menezes)





quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

CASTELO MEDIEVAL

No Curso de Licenciatura em História que fiz pela Universidade Metropolitana de Santos, estudei ali a seguinte descrição de um castelo, a qual transcrevo:


Diante de um castelo medieval, o primeiro aspecto a chamar a atenção é a
ponte elevadiça (1). Você deve imaginar que sua função é evitar invasões,
certo? Nos desenhos animados e no cinema ela aparece como porta e, ao
mesmo tempo como ponte sobre um fosso(2), que também serve para evitar
invasões pois amplia a distância entre o alto muralha do castelo(3) e
o solo.. Além disso, o fosso evitava outra maneira bastante comum que os
inimigos usavam para entrar na edificação: os túneis. Castelos sem fosso
ficavam vulneráveis a esse tipo de invasão. Embora dependendo da região,
ele não tivesse água e muito menos jacaré!







A porta que dá acesso ao interior das muralhas (4) era alta para permitir a
entrada dos guerreiros e cavaleiros com suas montarias, além de carroças
para fornecimento de mercadorias.

Nos primeiros séculos da Idade Média, os castelos eram de madeira. A
partir do século XI, passaram a ser construídos com blocos de pedra e em
lugares cada vez mais altos, que possibilitassem a visualização antecipada
da chegada dos inimigos. A segurança era um aspecto importante do castelo
medieval. Talvez o mais importante, tanto que, facilmente se poderia
confundir um castelo com uma fortaleza. As muralhas também eram altas
para evitar a entrada de inimigos e equipadas com postos de observação,
a partir dos quais os soldados também poderiam defender o castelo (7)
(15)

Alguns castelos apresentavam as coberturas em forma pontiaguda ou
triangular para evitar o acúmulo de neve. (8)









Conseguindo impedir a invasão, os moradores do castelo poderiam fazer
prisioneiros e, nesse caso, estes eram levados para a masmorra (9), uma
cela subterrânea. Um fato comum na Idade Média era o pedido de resgate
de um preso, daí a importância de se fazer prisioneiros.


A parte exterior do castelo (a) era voltada quase que exclusivamente para
a defesa. Uma segunda área do castelo era destinada a sociabilização e a
moradia da corte (b), isto é da família nobre, o senhor feudal, e daqueles
mais próximos.

É importante destacar que na Idade Média os símbolos têm muita importância.
Dessa maneira, não é a toa que no topo desse setor estivesse
o aposento da família nobre (11) e a Igreja (12), simbolizando o poder
secular e o sagrado, respectivamente. Nessa torre principal, logo abaixo
dos aposentos dos senhores e da capela, ficava o grande salão onde eram
servidas as refeições (13) . Ao contrário do que imaginamos, baseados
em filmes ou contos de fadas, os castelos eram lugares de vida rústica,
em que havia pouco espaço para a privacidade. Essa rusticidade refletia
o temperamento dos nobres da época que eram, essencialmente, guerreiros.













Quem imaginar o interior do castelo como um acampamento militar
estará muito mais próximo da realidade do que quem imaginar um salão
de baile com damas e cavaleiros bem vestidos.

Um terceiro setor do castelo, nos fundos, era o de “serviço” (c) responsável
por abastecer e manter em funcionamento toda a estrutura do castelo,
desde a função de defesa até a de consumo da corte.

Um trabalho importante era o dos forjadores. Nesse setor utilizavam fogo
intenso para moldar o ferro e transformá-lo em armas e ferraduras. O sistema
hídrico do castelo era complexo, a água vinha tanto de poços artesianos
(14) quanto da chuva. A água da chuva que escorria pelos telhados
era guardada em cisternas (15) e levada por canos (16) até a cozinha (17).

Neste local havia uma chaminé (18), sob a lareira onde muitos alimentos
eram assados (19). Os primeiros castelos tinham apenas pequenos furos
no teto por onde saia a fumaça, o que, de certa maneira, auxiliava a aquecer
o recinto no inverno.

Um dos principais alimentos era o porco, não só pelo animal ter uma dieta
variada, capaz de comer muitos “restos”, mas também por ser um animal
do qual aproveitava quase tudo. Ademais consumi-lo era permitido aos
cristãos, ao contrário do que ocorria com muçulmanos e judeus.

Na cozinha também eram guardados os alimentos que não se estragavam,
enquanto aqueles que eram perecíveis ficavam nos porões (20), a zona mais
fria do castelo. A armazenagem era fundamental para manter o estoque
de suprimentos em períodos de guerra. Era também nessa edificação “de
serviço” que se encontrava a fossa, que reunia os dejetos do castelo (21),
sendo que parte desse ,material era recolhido e utilizado